Diabetes Mellitus tipo 1 – A Diabetes infantil

Os dedinhos do seu filho estão cansados de furinhos???

insulin-pen-diabetes-alamy

É possível que pelo menos metade das pessoas com diabetes não saiba que tenha. Em países em desenvolvimento, essa cifra chega a 80%

Nas crianças o quadro é mais sofrido, pois muitas vezes, os pequeninos não conseguem entender o porquê da situação patológica em que vivem.

Para uma criança não é fácil entender que precisa se privar de doces e alimentos que são permitidos a seus amiguinhos. Para os portadores da Diabetes Mellitus tipo 1 , mais difícil é  a aceitação. Pois ter que se submeter a aplicações de insulina várias vezes por dia, não é nada agradável. Muitos precisam de ajuda psicológica, nos primeiros tempos da doença.

maxresdefault

Atualmente as crianças estão sujeitas aos dois tipos de Diabetes.

 

A Diabetes Mellitus Tipo 1,   pode ocorrer desde o nascimento até 20 anos de idade,  é a mais frequente em crianças,  adolescentes e jovens. O uso de insulina é diário, porém, é possível controlar a diabetes naturalmente.

A do Tipo 2 – afeta tanto adultos quanto crianças, e na qual o uso de insulina.

Nos dois casos, a glicose fica acumulada no sangue sem seguir seu destino que é entrar nas células para que ocorra a liberação de energia. De qualquer forma é uma doença que causa impacto na vida dos pequeninos.

Para auxiliar a quem esteja vivendo uma situação assim, aqui vão algumas dicas:

Tudo o que você deseja é seu filho com a diabetes controlada?

Leia a seguir 4 Dicas de Como Enfrentar.

imagem

A Diabetes Mellitus tipo 1 afeta crianças um grande número de crianças!

Ainda não existe cura para o problema. Mas tratamento correto pode garantir uma vida praticamente normal.

A criança ou o adolescente passa a urinar com mais frequência e em grande quantidade. Muitas vezes, precisa levantar à noite para ir ao banheiro. A sede aumenta. Tem mais fome, mas vem emagrecendo ou não consegue ganhar peso. Pode também apresentar vista embaçada, irritabilidade, fraqueza ou falta de disposição para as atividades diárias. Em algumas situações, os pais demoram a perceber ou dar atenção a esses sinais que podem ser indicadores de diabetes.

Para uma criança não é fácil entender que precisa se privar de doces e alimentos que são permitidos a seus amiguinhos. Para os portadores da Diabetes Mellitus tipo 1 , mais difícil é  a aceitação. Pois ter que se submeter a aplicações de insulina várias vezes por dia, não é nada agradável. Muitos precisam de ajuda psicológica, nos primeiros tempos da doença.

 

Atualmente as crianças estão sujeitas aos dois tipos de Diabetes.

 

A Diabetes Mellitus Tipo 1,   pode ocorrer desde o nascimento até 20 anos de idade,  é a mais frequente em crianças,  adolescentes e jovens. O uso de insulina é diário.

Não se sabe exatamente o motivo que leva algumas crianças e adolescentes a adquirirem diabetes mellitus tipo 1, mas é certo que há uma tendência hereditária para adquiri-la. “A hipótese mais aceita é que haja uma combinação de predisposição genética e fator ambiental, como uma infecção viral que a criança adquira. Essa combinação levaria a uma resposta imunológica inadequada, originando a produção de anticorpos que passariam a destruir progressivamente as células beta pancreáticas produtoras de insulina”, explica a Dra. Teresa Cristina A. Vieira, endocrinologista pediátrica do Hospital Albert Einstein.

A do Tipo 2 – afeta tanto adultos quanto crianças, e na qual o uso de insulina depende de cada caso.

31c39f07b5d098ab386d0efc9006c6fb

Nos dois casos, a glicose fica acumulada no sangue sem seguir seu destino que é entrar nas células para que ocorra a liberação de energia. De qualquer forma é uma doença que causa impacto na vida dos pequeninos.

Para auxiliar a quem esteja vivendo uma situação assim, aqui vão algumas dicas.

 

4 Dicas Para Enfrentar a Diabetes em Crianças

Diabetes-In-Children

 

Dica 1 – Converse abertamente com a criança, explicando os pormenores da doença e enfatizando o fato de que diversas pessoas, no mundo, inclusive crianças, são atingidas pela Diabetes. Ao explicar, procure usar uma linguagem acessível à faixa etária, pois é preciso que ela entenda o que se passa com ela, sem se apavorar ou achar que é pior que as outras crianças.

Dica 2  Se a criança já frequenta a escola, é preciso comunicar este novo estado, pois muitas mudanças serão necessárias, principalmente em relação às refeições feitas na escola.

A escola poderá ajudar, colaborando no sentido de fazer com que a criança se sinta querida e normal como todos os outros. Neste momento, é importante que a criança diabética, perceba que apesar da doença, sua vida poderá continuar normalmente.

Considere também, que os professores precisam ter conhecimento da doença, principalmente para saber como agir em caso de alteração repentina de glicemia. (hipoglicemia- Hiperglicemia).

Dica 3Organize o dia a dia da criança com Diabetes, para que ela tenha o mínimo de stresse possível.  Muitas vezes, torna-se necessário criar novas rotinas de horários e alimentação, devido à medicação.

Disciplina é a palavra de ordem para a criança com diabetes. Muita coisa passa a fazer parte de seu universo: aplicação de insulina, atividades físicas com orientação, exames e visitas periódicas ao médico. Tudo isto precisa ser muito bem organizado para que não ocorra um transtorno emocional ou depressão.

Dica 4  Se a criança precisa mudar hábitos e estilo de vida, é bem legal que toda família também mude junto com ela.

Ela se sentirá mais segura e irá encarar com mais naturalidade os novos hábitos se perceber que todos estão agindo de forma semelhante. Afinal, os hábitos mais necessários à vida do diabético são hábitos saudáveis que farão bem a todos.

Quer ver um exemplo?

A Família que “muda” unida permanece unida.  

 Que tal toda família passar a usar alimentos integrais…

Que tal todo mundo adotar uma alimentação mais saudável incluindo fibras, frutas, legumes, mais verduras…

Que tal todos praticarem atividades físicas e quem sabe, de repente até saírem juntos para uma caminhada…

Muita coisa pode ser feita para amenizar o impacto desta sofrida doença. Mas o ponto principal e essencial é fazer tudo com muito, muito amor…

images (2)

 

 

No tratamento da diabetes mellitus tipo 1, Dr. Rocha é o médico brasileiro referência no assunto. O programa de tratamento caseiro do Dr. Rocha já mudou milhares de vidas, principalmente de crianças. Seu método saudável é fácil de ser seguido.

A dica é investir no tratamento mais prazeroso para seu filho. Saiba mais clicando aqui!

diabetes-controlada

programa-diabetes-controlada

Programa aprovado pela:

images (4)

socied-diabetes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *