Diabetes na Gravidez – Sintomas, Riscos e Tratamento

DIABETES NA GESTAÇÃO, NÃO DEIXE ESSA DOENÇA DE HERANÇA.

“A natureza nos dá todos os remédios, e é por meio
da alimentação que podemos nos curar.”

– Dr. Rocha – Endocrinologista (CRM-CE 8561)

A Diabetes Gestacional – O Que é?

A diabete na gestação, ou diabetes gestacional, é uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose no sangue durante a gravidez. Esta doença costuma aparecer no quarto mês de gravidez e quando se manifesta, eleva a pressão arterial da mulher, aumentando o risco de parto prematuro.  

Na Diabetes Gestacional ocorre um aumento no nível glicêmico materno, por volta do 6º mês de gravidez. Afeta um percentual de 7% das mulheres em período de gestação.

 

Como Acontece

 Durante a gravidez a placenta produz hormônios para favorecer o crescimento do bebê, porém estes hormônios bloqueiam a atuação da insulina, que é produzida pelo pâncreas.

A insulina é o hormônio que favorece a entrada da glicose nas células. Com a insulina parcialmente bloqueada, a glicose se acumula no sangue. Em situação normal o pâncreas libera mais insulina reagindo contra essa resistência, e quando isso não acontece instala-se a Diabetes Gestacional.

A Diabetes Gestacional requer cuidados específicos a serem tomados que tornam-se  desafios a serem enfrentados.

Metade das mulheres com diabete gestacional volta a apresentar o quadro em até cinco anos após o parto. Mas, de 20% a 50% das grávidas que sofreram Diabetes na gestação tendem a desenvolver Diabetes tipo 2 no decurso da vida pós-parto, segundo o diretor-geral da Fundação Mundial de Diabetes (WDF), Anil Kapur.

 

Confira aqui uma lista de verdades sobre a Diabetes Gestacional e como enfrentar esse desafio:

Verdades… Desafios… 
A Diabetes Gestacional quase não apresenta sintomas, ou seja, os sinais que se apresentam, como por exemplo: Fadiga, micção excessiva, aumento da fome, são sinais característicos da gravidez. Somente em casos extremos a Diabetes Gestacional pode ser percebida através destes sintomas. A gestante precisa estar preparada para enfrentar com cuidado o período de gravidez. E deve estar alerta para o aparecimento de qualquer sintoma diferente. O mais importante é fazer exames periodicamente, principalmente ao se aproximar do 6º mês de gravidez, que é o período de ocorrência da doença.  O desafio é estar alerta e em dia com o Pré – Natal não deixando nenhum exame para depois.
Gestantes com sobrepeso ou obesidade estão mais propensas a adquirir o problema É evidente ocorrer o aumento de peso durante a gravidez, porém o desafio é não engordar excessivamente. Um cuidado especial com a alimentação é essencial.
A gestante com taxas de açúcar muito elevadas pode vir a ter infecções freqüentes. Se a taxa glicêmica estiver sob controle isto não acontece. O desafio para a gestante com Diabetes Gestacional é cuidar, cuidar, cuidar, em todos os aspectos.
A Diabetes Gestacional pode ser vencida com dietas e atividades físicas orientadas por profissionais especialistas.  Em torno de 20% dos casos é indicado o uso de insulina. O desafio é seguir rigorosamente as orientações médicas, apostar numa dieta equilibrada e adequada e praticar exercícios físicos conforme for indicado.
Na gestação diabética o bebê recebe glicose a mais. Isso sobrecarrega o pâncreas infantil que inicia então uma maior produção de insulina. A insulina é um hormônio anabólico, que favorece o crescimento de alguns órgãos. Controlar a taxa de glicose durante todo o período da gravidez, para não permitir alterações no desenvolvimento do feto.

Ao longo da gestação nos casos de Diabetes Gestacional todo cuidado é necessário. A grávida enfrenta desafios que precisam ser vencidos.

 

Sintomas

O pré-natal é muito importante para o diagnóstico da Diabetes Mellitus Gestacional, pois somente exames periódicos no decorrer da gravidez podem detectar a patologia, que geralmente é assintomática.

Vale observar com cuidado o surgimento de aumento excessivo da micção, da sede e da fome, que podem ser sintomas de Diabetes. Porém, nem sempre estes sintomas expressam desenvolvimento da doença, já que são manifestações próprias de mulheres em período de gravidez. Para saber mais sobre o assunto clique aqui.

No entanto, a própria gravidez causa essas sensações na maioria das mulheres, então isso nem sempre significa que a mulher tem diabetes. Converse com o médico se você tem esses sintomas e não deixe de fazer os exames pré-natais.

 

 

Cuidados

Quando é diagnosticada a Diabetes Mellitus Gestacional novos e maiores cuidados devem ser tomados. Diante dos riscos a que estão sujeitos mãe e filho é importante aumentar a atenção.

Veja o vídeo a seguir. É importante se informar!

.

.

Depoimentos

Veja alguns depoimentos de quem se curou mudando a alimentação:

Depoimento Camila

.

diabetes gestacional youtube3 alimentacao

.

Todo esse cuidado vale a pena, pois é assim que a mãe irá traçar um futuro saudável para seu filho, garantindo-lhe a saúde!

02-09-2013-010044-161757933istock

É possível obter sua saúde plena, principalmente nessa fase tão importante da vida! Clique aqui para saber como!

Clicando aqui você receberá diversos bônus, como vídeo-aulas exclusivas, e outros.

clicando aqui  você obtém informações sobre como a diabetes de forma fácil e natural.

Se você seguir essas informações corretamente, é possível reverter a diabetes na gestação em 30 dias, de forma natural, sem tomar remédios e sem sofrer efeitos colaterais.

Clique aqui: Eu quero meu bebê saudável!

programa-diabetes-controlada

Programa aprovado pela:

images (4)socied-diabetes

Nenhum comentário


  1. Olá, Isto é um comentário.
    Para excluir um comentário, faça o login e veja os comentários de posts. Lá você terá a opção de editá-los ou excluí-los.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *